Loading...

Apesar das dificuldades Jaqueline Adora a Deus com todo o seu Amor!

segunda-feira, 28 de março de 2011

O ESPÍRITO TE PREPARA PARA O DESAFIO DO 3º MILÊNIO

TEMA: “E O ENCHI DO ESPÍRITO DE DEUS” Ex. 31.3a LEMA: O ESPÍRITO TE PREPARA PARA O DESAFIO DO 3º MILÊNIO Introdução: Primeiramente o que quero destacar é que Deus chama a cada um, pelo seu nome, isto é, Deus te conhece: “Eis que chamei pelo nome a Bezaleel” (Ex. 31.1). “Tu és o Cristo”, “Tu és Pedro” (Mt 16.16,18). Jesus te conhece muito bem. Quando Deus chama para fazer um serviço para Ele, nos dá a capacidade necessária. Todos os homens que foram chamados por Deus para uma grande missão, foram preparados pelo Espírito Santo. Ex.: 1) Moisés (Nm 11.17,25) 2) Gideão (Jz 6.34) 3) Davi (1Sm 16.13) 4) João Batista (Lc 1.15). Porém, Jesus é o maior exemplo disso: “O Espírito do Senhor está sobre mim, porque o Senhor me ungiu para pregar as boas novas aos quebrantados, enviou-me...” (Is 61.1). I- Como o Messias foi preparado para esta missão. “O Espírito do Senhor está sobre mim” (v.1). Os profetas tinham o Espírito de Deus movendo neles. Vejam que o que Elizeu mais queria era a porção dobrada do Espírito que se movia em Elias (2Rs 2.9). Não se pode querer fazer o serviço de Deus sem estar cheio do Espírito Santo. Vejamos o que Jesus fez: 1- Soprou sobre os discípulos e disse: “Recebei o Espírito Santo” (Jo 20.22). 2- Permanecei, pois, na cidade, 3- Até que do alto 4- Sejais revestidos de poder (Lc 24.49). 5- Mas recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo, 6- “E sereis minhas testemunhas”. (At 1.8) II- Como foi destinado e consagrado para esta missão: O Espírito do Senhor Jeová está sobre mim, porque me ungiu Yahweh”. Por isso foi chamado O Cristo, ou seja, O Ungido. O azeite é símbolo do Espírito Santo (Zc 4.2), o versículo 2 fala de sete tubos que vertem azeite para as sete lâmpadas do candelabro. O número sete é o numero perfeito de Deus, fala da plenitude do Espírito Santo em nossas vidas. O versículo 12 fala dos tubos que vertem azeite dos dois raminhos de oliveira. Estes dois tubos são: a Fé e a Esperança. Será que há alguma sujeira no tubo que está vertendo azeite na tua vida? Estás recebendo a quantidade suficiente de azeite para teu mantimento espiritual? III- Qual era a obra para o qual havia sido destinado e consagrado. 1- Tinha que ser um pregador: “Pregar as boas novas”, isto é, o Evangelho. Pregar para os pobres, ou seja, aos humildes que só confiam em Jeová e em ninguém mais: “Mas deixarei, no meio de ti, um povo modesto e humilde, que confie em o nome do Senhor” (Sf 3.12). 2- Tinha que ser um médico, pois havia de vendar aos quebrantados de coração, ou seja, curar as feridas feitas pelo pecado e, em conseqüência, as produzidas pelas aflições e penalidade que de algum modo são efeitos do primeiro pecado. 3- Tinha também que ser um libertador: Como profeta, tinha que ensinar, como sacerdote, tinha que curar, como rei tinha que libertar. 4- Tinha que ser um consolador, pois por isso ia pregar, ser médico e libertador. É enviado para consolar a todos os enlutado (v.2b). a) Glória em lugar de cinza = diadema x cinza; b) Óleo de gozo em vez de luto (Sl 23.5); c) Manto de alegria em vez de espírito angustiado. A pessoa que estava enlutada não se ungia com azeite (2sm 14.2). Qual é a principal missão da igreja no terceiro milênio? 1- Pregar. Dizer a todos que Jesus está voltando em breve. 2- Curar os enfermos. Tanto espiritual quanto fisicamente. 3- Libertar os cativos de   Satanás. 4- Consolar os enlutados.      Pr Daniel                                                                         

domingo, 27 de março de 2011

Paquistão: Cristãos mortos durante culto



No início da semana, 21, um grupo de muçulmanos armados abriu fogo contra cristãos em uma reunião de oração ao ar livre no Paquistão. Dois cristãos foram mortos.
O tiroteio ocorreu durante a celebração anual da Igreja do Exército da Salvação, em Hurr Camp, uma colônia de cristãos da classe trabalhadora em Hyderabad.
O tumulto começou quando o grupo de jovens muçulmanos invadiu o culto reclamando das músicas que estavam sendo tocadas. Insatisfeitos eles começaram a insultar as mulheres presentes na reunião. Alguns dos irmãos não aceitaram a provocação para com as mulheres. Eles mandaram que os jovens fossem embora. E eles foram, dando uma aparente sensação de tranquilidade.
Um pouco mais tarde, cerca de 12 muçulmanos voltaram com armas e abriram fogo contra os cristãos. Dois homens, Younas Masih, 47, e Jamil Masih, 22, foram mortos. Outros dois, Sadiq, 45, e Isaac, 20, ficaram feridos.
Younas era casado e pai de quatro filhos. Jamil estava casado há apenas um mês. Os dois foram enterrados na terça-feira, 22.
Cerca de 4 mil cristãos protestaram nas ruas antes da cerimônia de enterro, exigindo que a polícia prendesse os assassinos.
Cooperadores da Missão A Voz dos Mártires estão visitando as famílias dos dois cristãos assassinados e também seus amigos feridos. Ajuda médica já foi disponibilizada para eles.
Orem para que a saúde dos dois irmãos feridos seja restabelecida. Em especial, ore pelas famílias dos mártires para que sejam confortadas pelo Espírito Santo.
Postado por Administrador em 25 mar 2011.http://www.vozdosmartires.com.br/paquistao-cristaos-mortos-durante-culto/

quarta-feira, 16 de março de 2011

Vamos Semear Juntos!


O blog do Semeador é um canal de bênçãos da parte do Senhor Jesus para todas as pessoas.
Cuja principal finalidade é Semear a Palavra de Deus.
Todos juntos vamos anunciar as Boas – Novas de Salvação;

VAMOS SEMEAR!

Jesus disse no Evangelho de Mateus 13. 3
 “EIS QUE O SEMEADOR SAIU A SEMEAR”

Podemos aprender três lições neste versículo.

Primeira lição: “O SEMEADOR”

Sem semeador não há como semear a semente.
Jesus foi a grande Semeador da palavra de Deus, durante o tempo que esteve aqui na terra, Ele disse no Evangelho de João 4. 34 A minha comida é fazer a vontade daquele que me enviou e realizar a sua obra. Assim também Ele requer de nós que sejamos semeadores da sua palavra nos dias de hoje.
“O Semeador” é aquele que planta a semente é a pessoas que leva a palavra de Deus. Somos todos nós, que anunciamos as Boas – Novas de Salvação!
Jesus já nos deu a sua semente, ou seja, sua palavra.
Então;

VAMOS SEMEAR!

Segunda Lição: “SAIU”

E preciso estar-mos ciente que Deus procura pessoas dispostas a levarem a preciosa semente, as almas sedentas e famintas de ouvir a palavra de Deus.
Devemos para de esperar!
E nos dispormos como fez o profeta Isaias 6. 8  eis-me aqui, envia-me a mim. E partimos como fizeram os Apóstolos do Senhor, levando a preciosa semente, marcos 16. 20
E Eles tendo partido pregaram por todas as partes...
Então o que estamos esperando...

VAMOS SEMEAR!

Terceira Lição: “SEMEAR”

A Bíblia diz em Isaias 52. 7 Quão suave são sobre os montes os pés dos anuncia as Boas – Novas, que faz ouvir a Paz, que anuncia o bem, que faz ouvir a Salvação, que diz a Sião: O teu Deus Reina!
O trabalho de semear a palavra é muito maravilhoso e gratificante. Mas é preciso também sabermos que vamos encontrar muitos obstáculos pelo caminho e alguns terrenos, como os que Jesus citou na parábola do Semeador, onde se semear a palavra não será fácil.
Será preciso lançar as mãos no Arado com mais força, prepararmos bem (os corações) e lançarmos a semente, sem olhar para traz.
A Bíblia diz no Salmo 126. 6: Aquele que leva a preciosa semente andando e chorando, voltará sem dúvida , com alegria, trazendo consigo os seus molhos.
Então, mesmo que o trabalho do Semeador, não seja fácil, é preciso que venhamos nos esforçar e levarmos a boa semente da palavra de Deus, com amor e confiança, sabendo que o senhor Jesus, O Grande Semeador, está conosco todos os dias, nos ajudando a semear a sua palavra.
Então todos juntos:

VAMOS SEMEAR!
Irº. Tony






ESTAMOS NA ÚLTIMA HORA (1Jo 2: 18)

• Devemos ver esta hora pelo relógio de Deus; • João falou há quase dois mil anos atrás; • Estamos nos últimos segundos desta hora; • Paulo para despertarmos do sono (Rm 13: 11). Se restasse apenas uma hora? • Paulo viveu como se fosse a última hora (1Co 7.29-31); • O alvo da Igreja nesta última hora é a Grande Colheita de Almas. “Como o Pai me enviou, eu também envio a vós” (Jo 20.21); • A igreja perde muito tempo em lazer e esquece o clamor das almas. Estenda o pescoço • Uma das palavras favoritas de Paulo era “spoude”, que significa ser avançado. É como os atletas fazem na linha de chegada. Esticam o pescoço para cruzar primeiro. Avance em direção da fronteira do inferno e livre as almas; • Mantenha-se na linha de frente; • Jesus disse aos discípulos de Emaús que “convinha que o Cristo padecesse” (Lc 24.26). O vocábulo grego “dei” não significa que foi adequado, que foi bom, que foi bonito que Cristo padecesse, mas que Ele “teve” que sofrer, pois do contrário as almas cairiam sem remédio no fogo do inferno. É a última hora • Para aqueles que estão com a ponta do dedo do pé pendendo no abismo da eternidade; • De oportunidade em muitos lugares (não sabemos até quando no Brasil); • Pode ser a tua última hora para obedecer ao “Ide” de Jesus; • Para o Arrebatamento; • Do avivamento sem medida sobre a Igreja; • Do glorioso crescendo no oceano do Espírito. Nós, os ungidos para esta Última Hora (1Jo 2.18-27) • João batizou com água, Jesus veio para batizar com Espírito Santo e com fogo (Mt 3.11); • Jesus não batizou ninguém com Espírito Santo durante o seu ministério (Jo 16.7); • Jesus subiu aos Céus e o Espírito Santo desceu (At 2.1-4);  Não para termos apenas cultos pentecostais;  Não para apenas os crentes falarem línguas estranhas;  Mas para dar ousadia para a Igreja evangelizar (At 1.8; 2.14; 4.31); • Profecias do A.T se cumpriram na Igreja: “e acontecerá, depois, que derramarei o meu Espírito sobre toda a carne” (Jl 2.18); “Derramarei o meu Espírito sobre a tua posteridade” (Is 44.3); • Esqueçamos tudo que seja estorvo para a evangelização do mundo e falemos como Paulo: “Ai de mim se não anunciar o Evangelho” (1Co 9.16b).

sábado, 12 de março de 2011

O CRENTE COMO SACERDOTE DE DEUS

1Pe 2.5,9; Ap 1.4-6 Mesmo antes da Lei, já havia pessoas que ofereciam sacrifícios a Deus. Entre os quais podemos destacar Caim e Abel (Gn 4.1-7). Deus recebeu o sacrifício de Abel e rejeitou o sacrifício de Caim, diz a Bíblia na primeira carta de João 3:12 “que as obras de Caim eram más”. Analisaremos também outro sacrifício de grande valor para Deus e sua Igreja na terra. I. O SACRIFÍCIO DE ABRAÃO NOS ENSINA COISAS EXCELENTES. Gn 22 1. Sacrifício da obediência (22.1,2; 2Co 10.5). 2. Sacrifício do desprendimento (22.3,4; Rm 12.1-9). 3. Sacrifício de valor (22.2; Ml 1.6-8,10,13,14). 4. Sacrifício de fé (22.5; 1Pe 1.7; Ml 3.3). 5. Sacrifício do milagre (22.7,8-13). O milagre do sacrifício está na resposta de Deus para o adorador. Ex. A resposta de Deus para Elias (1Rs 18.30-38). II. MARCAS DE UM VERDADEIRO SACERDOTE DE DEUS 1. Ser ungido (Ex 29.7; Ec 9.8; 1Jo 2.20,27; Is 10. 27). 2. Ter santidade (Ex 29.6; Ec 9.8; 1Pe 1.15; ITs 4.3,4) 3. Ter a marca do sangue (Ex 29.20,21) 3.1) sangue na orelha – (marca da aprendizagem) (Is 50.4) 3.2) No polegar da mão direita marca da identidade (Jó 37.7) 3.3) No polegar do pé direito (marca da conduta) 3.3.1) andar em amor (Ef 5.2) 3.3.2) andar como sábio (Ef 5.15) 3.3.3) andar firme (Ef 5.18) Pr. Daniel Nunes.











quinta-feira, 10 de março de 2011

A Cruz está vazia!

 
Muitos às vezes não entendem o significado desta expressão. Às vezes, nem nós, cristãos, ao certo temos tamanha consciência do significado dela. Mas então, o que significa: A Cruz está vazia?

Moramos num país dominado e que cresceu e se moldou nos dogmas do catolicismo. Mas o catolicismo mostra uma cruz com Cristo crucificado e morto. É bem verdade que ele foi moido por nossas trasngressões e pecados, é verdade. Mas Cristo, que mesmo sendo Deus, veio à terra para nos dar salvação. Não qualquer salvação, mas a salvação plena. Ele suportou uma dor sobrehumana. Ninguém resistiria ao que ele foi exposto. A Bíblia é bem clara ao dizer que Ele estava irreconhecível.

E o mais lindo dessa história é que, apesar de muitos na época de vida de Cristo, acharem que viria um salvador de um mundo físico e passageiro, Cristo veio restaurar o reino espiritual. Aquele reino que não pode ser abalado por decretos, leis, muros, reis, presidentes, etc. O território espiritual é aquele que você e eu fazemos, quando vamos para nosso quarto e dobramos nosso joelho, aquele quando conversamos e seguimos as orientações de Deus, é aquele que dirige nossas atitudes quando estamos no nosso dia-a-dia. Esse território à Cristo pertence. Ele ganhou da morte (e só Ele)!

A Bíblia declama que aquele corpo morto em Cruz, foi colocado no sepulcro, lacrado com uma grande pedra e dois soldados que a defendiam com sua vida (até porque se algo acontecesse eles, com toda certeza, seriam mortos), mas conforme anunciado antes (Mateus 16:21 e 20:19, João 2:19), ao fim do 3° dia Ele ressuscitou! Ele venceu a morte!

Então o que representa a cruz sem cristo? Ela representa que você não deve ficar se penitenciando, se moendo por causa de algo que fez ou pensou ou já viveu. A Bíblia diz: "Ele foi entregue por nossos pecados, e ressurgiu para a nossa justificação" (Romanos 4:25). Diz também: "Se com a tua boca confessares a Jesus como Senhor, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo" (Romanos 10:9). Arrependa-se! Fale com Cristo! Ore a Deus! Se Ele esquece nossos pecados não devemos nos penitenciar. Ele fez isso para que tenhamos vida em abundância, para que sejamos livres de todo peso do pecado! Você é livre querido!

Se você nunca orou, procure agora falar com Deus! Ele te ama! Ele quer que você viva feliz! Siga seus ensinamentos! Ele deixou uma manual que é a Bíblia. Leia, aprenda! Que Deus te abençõe! Blog Cruz Vazia

terça-feira, 8 de março de 2011

A Bíblia e a cesta de carvão



Esta é a história de um velho que morava em uma fazenda no campo, com seu neto. Todas as manhãs bem cedo, o vovô se encontrava sentado à mesa da cozinha, imerso na leitura de sua velha Bíblia desgastada.

Seu neto, que queria ser como ele, tentava imitá-lo da maneira que podia. Um dia, ele perguntou: "Vovô, eu tento ler a Bíblia como você, mas eu não entendo, e o que entendo eu esqueço assim que fecho o livro. De que adianta ler a Bíblia?"

O avô calmamente terminou de colocar o carvão no fogão, virou-se para o neto e disse: "Leve esta cesta de carvão até o rio e traga de volta uma cesta com água." O rapaz fez assim como lhe foi dito mas, como a cesta tinha pequenos furos, muita água vazou antes que ele pudesse voltar para casa.

O avô riu e disse: "Você vai ter que se mover um pouco mais rápido da próxima vez", e o mandou de volta para o rio com a cesta, para tentar novamente.

Desta vez, o menino correu mais rápido mas, mais uma vez a cesta estava quase vazia antes que ele pudesse alcançar a casa. Sem fôlego, disse ao avô que era "impossível carregar água em uma cesta", e foi buscar um balde novinho. O velho disse: "Eu não quero um balde de água, eu quero uma cesta de água. Você pode fazer isso, só não está se esforçando o suficiente", e saiu pela porta para ver o menino tentar novamente. 

Neste ponto, o garoto sabia que era impossível cumprir a tarefa, mas queria mostrar ao seu avô que, mesmo que ele corresse o mais rápido que pudesse, a água vazaria antes de chegar na casa. O menino encheu o cesto de água e correu muito, muito, mas quando chegou onde seu seu avô estava, o cesto se encontrava quase vazio, novamente.

Sem fôlego, ele disse, "Veja, vovô, é inútil!"

"Então você acha que é inútil?" O velho disse: "Olhe para a cesta." O menino olhou para a cesta e pela primeira vez, percebeu que ela parecia diferente. Em vez de uma cesta de carvão suja pela idade, ela estava limpa.

"Meu neto, isto é o que acontece quando você lê a Bíblia. Você pode não entender ou lembrar de tudo mas, quando lê-la, ela vai mudar você de dentro para fora."

Assim é a obra de Deus em nossas vidas. Trabalhando para nos mudar de dentro para fora, e lentamente nos transformando à imagem de seu filho.

Dedique tempo para ler uma porção da palavra de Deus a cada dia. Ore para que Ele use esta leitura para transformar o seu coração e mente para ele.

"De que maneira poderá o jovem guardar puro o seu caminho? Observando-o segundo a tua palavra". Salmo 119:9           Blog cruz vazia!
 

domingo, 6 de março de 2011

Você tem alegria no carnaval...???

Tenho presenciado e lido muitas manifestações sobre o primeiro grande feriadão deste ano. Vejo as pessoas desejando umas as outras um feliz carnaval com muita luz, diversão, paz e tantas outras coisas: "se beber não dirija"; "se dirigir não beba", etc... Como em outros eventos criados pelo homem no decorrer do ano, vemos novamente outro velho comportamento das pessoas que ficam tomadas por esta enganosa compulsão.

Este é o momento que muitos consideram a grande festa do povo brasileiro que se dedicam meses a fio para preparar tamanha festa de pura contrariedade a vontade do Senhor. É a hora que a grande maioria bota de molho os aborrecimentos, esquece as dívidas pessoais e afoga as mágoas e a solidão caindo na gandaia.


A alegria do carnaval vem da fantasia de se imaginar solto, sem censura e sem limites, onde se pode ver sentir e fazer "o que der na cabeça".

"Esta festa pagã é provavelmente originária dos "Ritos da Fertilidade da Primavera Pagã", o primeiro carnaval que se tem origem e que foi na Festa de Osiris no Egito, evento que marca o recuo das águas do Nilo".

Os Carnavais alcançaram o pico de distúrbio, desordem, excesso, orgia e desperdício, junto com a Bacchanalia (Bacanal) Romana. "O Bacanal ou Bacchanalia era o Festival romano que celebrava os três dias de cada ano em honra a Baco, deus do vinho". Bebedices e orgias sexuais e outros excessos caracterizavam essa comemoração como nos dias de hoje.

É difícil ver alguém pulando o carnaval de cara triste. Mas a euforia da folia pode estar escondendo um grande vazio atrás de um sorriso. Quem vê cara não vê coração. As pessoas tentam esconder ou esquecer algo nestes carnavais. Talvez uma mágoa, uma frustração na vida sentimental, uma grande decepção na família, amigos ou uma desilusão total e completa de sua vida e se esquecem que a alegria do carnaval dura poucos dias.
A dor provocada pela promiscuidade, os excessos, as paixões desenfreadas, as bebedeiras, a violência e o crime trazem conseqüências que marcam as pessoas pelo resto de suas vidas. Quem brinca com fogo acaba se queimando.

A Bíblia nos avisa: "são bem conhecidas às coisas que a natureza humana produz: a imoralidade, a impureza, as ações indecentes, a adoração de ídolos e as feitiçarias. As pessoas se tornam inimigas, elas brigam, ficam com raiva, ciumentas e ambiciosas. Separam-se em partidos e grupos, são invejosas, bêbadas, vivem em orgias e fazem outras coisas parecidas. Repito o que já disse: Os que fazem essas coisas não herdarão o Reino de Deus". (Gálatas 5:19–21)

Meus amigos e minhas amigas, alegria e felicidade não são sinônimos. É possível estar muito alegre e ser profundamente infeliz. A alegria é uma sensação passageira; a felicidade é um estado de espírito. A alegria pode ser provocada por festas, músicas e cores; a felicidade é resultado de relacionamentos sinceros, decisões acertadas e ações corretas. É por isso que o carnaval pode gerar alegria, mas jamais poderá conduzir à felicidade. Ter alegria é sentir a emoção do momento. Ser feliz é saber que sua vida tem um propósito e um destino promissor. É estar em paz consigo mesmo e seu Criador.

Deus ama você e Ele, mais do que ninguém, se interessa pela sua verdadeira e duradoura felicidade. Jesus explicou que "o diabo vem somente para roubar, matar e destruir; eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância" (João 10:10). Esta vida em abundância também é chamada de vida eterna na Bíblia: "porque Deus amou tanto o mundo que deu Seu Filho único, para que todo aquele que crer n'Ele não pereça, mas tenha a vida eterna" (João 3:16). Jesus é o Caminho para a verdadeira felicidade. Ele mesmo disse: "Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim (João 14:6)".

Precisamos ter a consciência de que somos pecadores e por isto estamos separados de Deus. "Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus nosso Senhor". (Romanos 6:23).

Só Jesus pode pagar pelos seus pecados: "Mas Deus dá prova de seu amor para conosco, em que, quando éramos ainda pecadores, Cristo morreu por nós" (Romanos 5:8). "Porque é pela graça de Deus que vocês são salvos por meio da fé. A salvação não é o resultado dos esforços de vocês mesmos, e por isso ninguém deve se orgulhar" (Efésios 2:8,9).

Basta que você se arrependa, creia e aceite a Cristo como seu Salvador: "Se confessarmos os nossos pecados, Ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça". (I João 1:9).

Se você tem a infeliz idéia de se divertir no carnaval, por que não faz uma pausa agora e faz algo do qual nunca se arrependerá: dê a sua vida para Deus. Divirta-se na presença de Deus. Diga a Ele que daqui pra frente você quer viver de acordo com a vontade d'Ele, torne-se um verdadeiro cristão candidatando-se também em ser um verdadeiro filho de Deus.

Nós, Cristãos, não devemos concordar de modo algum com essa comemoração pagã, que na verdade é em homenagem a um falso deus, patrono da orgia, das bebedices e dos excessos, na verdade um demônio.

Pense nisso.

Mesmo no riso o coração pode sofrer, e a alegria pode terminar em tristeza. Provérbios 14:13

quarta-feira, 2 de março de 2011

DIP - Domingo da Igreja Perseguida

DIP - Domingo da Igreja Perseguida

PORQUE EU?




“Ai de mim, se não anunciar o Evangelho” (1Co 9.16). Quando Jesus estava prestes a subir aos Céus, deixou uma ordem “Ide e pregai”. Estas palavras soam em nossos ouvidos. Se você é salvo a voz de Cristo Jesus está sendo ouvido por ti “IDE”. Ninguém pode ficar omisso a esta responsabilidade. Ninguém vai dizer: “eu não posso”. O assunto é urgente, o recado é preciso, expresso. Faça tudo o que tiver ao seu alcance, menos em detrimento da obra missionária.
            Há muitas maneiras de fazer missões: orando, contribuindo, indo ao campo missionário, enviando missionários, e até mesmo ficando calado, quando se trata de pessoas que não fazem a obra de nenhuma maneira, e ainda falam dos que estão envolvidos com missões. Portanto não há desculpas. Ou você faz missões ou vai ser reprovado no dia do Julgamento de Deus (1Co 3.10-15).
            PORQUE EU? Talvez seja a tua interrogação. Porque você é fruto de missões. E se foi produzido por missões deve produzir missões. Lembre-se: Jesus foi o primeiro missionário, deixou o seu lar na glória e conviveu cerca de trinta e três anos neste mundo. Paulo disse que Jesus esvaziou-se de seu poder e assumiu a forma de servo (Fil 2.7).
            Que desculpas vais dar ao Senhor para ficar de braços cruzados? Examinemos pois desculpas apresentadas por alguns dos grandes homens na Bíblia: Moisés disse: “Ah! Senhor! Eu nunca fui eloqüente... Sou pesado de boca e pesado de língua”. Respondeu o Senhor: “Vai pois, agora, eu serei com a tua boca e te ensinarei o que hás de falar” (Ex 4.10,12). Gideão disse: “A minha família é a mais pobre de Manassés, eu sou o menor na casa de meu pai”. Respondeu o Senhor: “Eu hei de ser contigo” (Jz 6.15,1). Jeremias disse: “Não passo de uma criança”. Respondeu o Senhor: “Não digas não passo de uma criança. Onde quer que te enviar irás, e tudo que te mandar dirás” (Jr 1.5-7).
            Vais continuar empurrando a responsabilidade aos outros, e dizendo não fui chamado? Deus vai tratar pessoalmente com cada individuo, não vai haver escape. Ou você põe a mão no arado e começa a trabalhar ou então vai entoar a lúgubre canção de Jeremias 8.20. “Passou a sega, findou o verão e nós não estamos salvos”.
Urge, saímos da contemporização espiritual do marasmo religioso, para uma vida prática e produtiva para Deus.
Que compromisso tem você como crente salvo, tem com teu Deus? Que esplendido seria se todos tivessem a mesma ansiedade de Paulo, a ponto de exclamar: “Ai de mim, se não anunciar o Evangelho”. Paulo tinha um compromisso pessoa com a pregação da Palavra. Não ficava esquivando-se e jogando a culpa em outras pessoas: “Ai de mim” disse Paulo. Quantos que estão a dizer: ai dos pastores, ai dos presbíteros, ai dos missionários que não cumprirem sua missão. Pare e diga: Ai de mim se não cumprir, se não for fiel a minha missão.
Não há tempo a perder, comece já. Na seara do Senhor há lugar para você, há lugar para todos.
Pr. Daniel Nunes da Silva :
visite o site: www.pastordanielnunes.com.br/

terça-feira, 1 de março de 2011

Rivaldo conta como se converteu a Jesus

``Se conhecesse Jesus, não teria me separado´´
Rivaldo conta como se converteu a Jesus
Uma entrevista no jornal Folha de São Paulo mostrou o lado cristão do jogador Rivaldo, que voltou ao Brasil para jogar com a camisa 10 do São Paulo Futebol Clube. Aos 38 anos o jogador conta como se converteu e faz declarações sobre bebida, fama, dinheiro, divórcio e claro sobre futebol.

O jogador Rivaldo é evangélico, se converteu em 2004 após uma experiência com Deus dentro de seu carro. Rivaldo tem cinco filhos, dois com Rose, com quem foi casado de 1994 a 2003. E os outros três, nascidos na Grécia, com Eliza, sua atual mulher.

A família da sua atual esposa é toda evangélica e foi por intermédio dela que ele aceitou a Cristo. Em 19 de abril de 2004, data do seu aniversário, Rivaldo estava voltando de Mogi Mirim e há 20 dias ouvia vozes dizendo que ele morreria em um acidente de carro.

“Tava voltando de Mogi Mirim e ouvi: ‘É hoje, é hoje que você vai morrer’. Eu vinha na [rodovia dos] Bandeirantes, sempre na última pista, para ficar bem longe de caminhão. Mas também ouvia: ‘Se você me aceitar, não morre’. Cheguei no apartamento e disse pra minha esposa: ‘Hoje eu quero aceitar Jesus’. Ela pegou a Bíblia, orou comigo e aí nunca mais escutei aquilo. Se eu já conhecesse Jesus, jamais teria me separado, porque Deus é contra o divórcio”, contou ao repórter da Folha.

Rivaldo disse que quando seu primeiro casamento chegou ao fim na época que ele estava jogando no Milan e chegou a ser considerado o pior jogador da Itália. Ele acredita que o divorcio tenha mexido com a sua estrutura emocional. “Uma separação sempre é difícil, especialmente por causa das crianças, que voltaram pro Brasil. Você está bem para jogar, mas não tem cabeça. Não gosto de dar como desculpa, mas se perguntar a especialistas nesse lugar [aponta a cabeça], elas dirão que afeta um pouco”, relatou.

O repórter chegou a perguntar por que ele pediu para não fazer comercial de bebidas e cigarros e o que ele acha sobre o Ronaldo e o Mano Meneses que aceitaram fazer. A resposta foi pessoal sem fazer comentários contrários aos atletas que aceitam esses trabalhos.

“Podem me pagar uma fortuna que eu não faço, mas cada um é cada um. Nunca vou criticar o Ronaldo, o treinador, o Cafu, esses que estão fazendo. Procuro ver o meu lado e eles procuram ver o deles”, comentou Rivaldo.

Em 1994 ele chegou a aceitar ser garoto propagando de um comercial da Brahma e hoje ele se arrepende, apesar de, na época, ter recebido um cachê alto. “Hoje eu vejo como um erro, mas estava com 20, 21 anos. Graças a Deus, eu superei isso, porque nunca bebi, nunca fumei. Sou um atleta e quero ser um exemplo, principalmente para as crianças que gostam de esporte. Tenho meus 38 anos e estou jogando futebol, e isso pode servir de exemplo”, diz.

Fonte: Folha de São Paulo / Gospel Prime