Loading...

Apesar das dificuldades Jaqueline Adora a Deus com todo o seu Amor!

sábado, 30 de julho de 2011

Cristãos sofrem perseguição e fome

Cristãos sofrem perseguição e fome
   
SOMÁLIA (5º) - Tem sido amplamente divulgado na mídia que, como resultado da fome no leste da África, a Somália está enfrentando não só uma crise humanitária, mas também uma crise de direitos humanos.

Essa informação está contida em um relatório elaborado pela equipe de comunicação da Missão Portas Abertas do Reino Unido e acrescenta ainda que um grupo de insurgentes islâmicos, o Al-Shabab, principal organização armada de oposição ao governo da Somália, tem recrutado sistematicamente crianças menores de 15 anos como soldados.

O relatório observou também que o grupo está negando o acesso das crianças à educação, além de realizar muitos ataques a áreas indiscriminadas e densamente povoadas, que têm resultado na morte de adultos e crianças inocentes.

O Al-Shabab atualmente controla uma grande parte do Sul da Somália e tem como principais alvos os cristãos, que são, então, rotineiramente mortos. Sequestro e assassinatos de pessoas que trabalham em ONG’s também têm sido relatados.

Em seu depoimento, Nishan , 27 anos, de origem muçulmana e que ouviu pela primeira vez o evangelho em 1999, disse que, quando contou à sua família que havia se tornado um seguidor de Jesus, sua família o trancou em um quarto escuro por treze dias sem lhe dar comida.

Ele só foi libertado depois que sua mãe implorou ao seu pai que o libertasse do quarto. Agora ele é obrigado a ir à mesquita, mas ora a Jesus – ele e mais dezesseis cristãos secretos que se encontram ali.

Outro cristão secreto, Ahmed, disse: “Nós sabemos que quem é suspeito de ser cristão será torturado ou até morto, por isso nos encontramos secretamente. Temos realizado nossas orações nas mesquitas – às vezes à noite, às vezes de dia. Apesar disso estamos muito preocupados, pois muitos de nossos amigos foram mortos. Nós vivemos com medo.

Tradução: Lucas Gregório



Fonte: Persecution

sexta-feira, 29 de julho de 2011

ExpoCristã 2011 marca os 10 anos da feira com muitas atrações e eventos

Cassiane, Diante do Trono e muitos outros artistas lançarão nos CDs durante o evento que acontece em São Paulo entre os dias 20 e 25 de setembro
ExpoCristã 2011 marca os 10 anos da feira com muitas atrações e eventos
A ExpoCristã deste ano acontecerá entre os dias 20 e 25 setembro na cidade de São Paulo, e neste ano terá a comemoração dos 10 anos da Feira que marca o avanço do mercado evangélico no Brasil nos últimos anos. Centenas de empresas estarão expondo seus produtos, além de diversos eventos paralelos como cultos e shows.
Para a abertura da feira acontecerá um café da manhã de pastores, evento que acontece no dia 20 às 8h da manhã. A abertura ficará por conta do pastor Jabes de Alencar, já a pregação será do pastor Silas Malafaia. O café da manhã do Conselho de Pastores e Ministros Evangélicos de São Paulo (Cpesp) pretende reunir autoridades municipal, estadual e federal.

Lançamento do DT14 poderá acontecer na ExpoCristã

O 14º CD do Diante do Trono, “Sol da Justiça”, poderá ser lançado durante a ExpoCristã 2011. Pelo Twitter a cantora Ana Paula Valadão, líder do grupo, confirmou sua presença na feira antes de embarcar para Israel. “Se Deus quiser, sim, irei para a EXPOCRISTÃ antes de ir para o Egito e Israel”, escreveu.
A Som Livre está adiantando a pré-produção deste álbum que foi gravado no último dia 14 na cidade de Natal. Dois CDs serão lançados, um virá como bônus junto com o DVD.

Sony Music já define seu Stand

Entre as empresas que já marcaram presença como expositores na 10ª ExpoCristã está a Sony Music Gospel, que participará pelo segundo ano consecutivo. Para mostrar o trabalho de seus artistas a empresa vai montar um amplo stand de vendas e divulgação.
“E neste ano queremos manter nosso padrão de qualidade. Já estamos na fase de ajustes finais do projeto e o resultado está muito bom até aqui. Teremos uma área especial de atendimento aos lojistas com baias independentes de atendimento proporcionando conforto, tranqüilidade e segurança para nossos clientes. Também estamos reservando um espaço reservado para os artistas e mídias já que a quantidade de jornalistas buscando nosso cast é bastante grande. Alguns detalhes ainda serão observados em nosso stand, mas isso ficará como surpresa para a Feira”, adianta Cláudia Fontes representante da Sony.
A gravadora também planeja realizar o lançamento de alguns CD, entre eles o “Ao Som dos Louvores” da cantora Cassiane, o projeto em CD e DVD “100 Anos de Movimento Pentecostal” que reúne as divas da música pentecostal, Cassiane, Damares, Elaine de Jesus e Lauriete, o novo CD de Leonardo Gonçalves e mais outros projetos.
Para saber mais sobre a ExpoCristã 2011 acesse o site www.expocrista.com.br ou siga a feira pelas redes sociais: www.facebook.com/expocrista ou twitter.com/expocrista

Fonte: Gospel Prime

Abaixo-assinado pela liberdade na Coreia do Norte

Mais de 20 mil cristãos já assinaram, só no Reino Unido
Abaixo-assinado pela liberdade na Coreia do Norte
Um abaixo-assinado está sendo realizado em favor da liberdade religiosa na Coreia do Norte e já conseguiu coletar mais de 20 mil assinaturas de cristãos que estão preocupados com isso no Reino Unido. A Release International apresentou a petição na embaixada norte-coreana em Londres, na semana passada.

A petição exige que o país comunista conceda mais liberdade religiosa e de culto aos cristãos, que têm sido perseguidos regularmente pelas autoridades locais e podem ser presos simplesmente por possuir uma Bíblia.

Relatórios recentes de organizações de direitos humanos acusam a Coreia do Norte de colocar até 180 mil pessoas em campos de trabalho forçado. Existem relatos de cristãos presos que têm enfrentado fome, torturas e execuções em campos de prisioneiros políticos.

A Release International está trabalhando para apoiar os cristãos norte-coreanos que fugiram de seu país, fornecendo abrigo, apoio pastoral e cuidados à saúde. “Aqueles que conseguiram sair desses campos, descrevem como ‘o inferno na Terra’”, disse Andy Dipper, da Release.

“Nesse país, onde a única forma de culto permitida é a adoração ao imperador Kim Jong Il, os cristãos podem ser presos, brutalmente torturados e afastados do convívio com a sociedade. Alguns correm o risco de serem baleados pelos guardas das fronteiras quando tentam fugir do país para evitar perseguição e opressão,” disse Diper.

A Release ainda está recolhendo assinaturas para apresentar um pedido final para a embaixada norte-coreana no fim de sua campanha. Dipper pediu para que mais cristãos assinem essa petição.

“Mais de 20 mil pessoas já assinaram a petição pedindo liberdade aos que são perseguidos na Coreia do Norte. Não é tarde demais para tomar a sua decisão”, disse ele.


Fonte: Christian Today / Missão Portas Abertas

Homem é milagrosamente curado de infecção pulmonar


 
 
Igreja Indiana  
ÍNDIA (32º) - Makul Pillai adorava a muitos deuses e deusas, mas seu espírito não se sentia satisfeito. Então ele adoeceu e estava sofrendo, com vários problemas respiratórios graves, por isso quis fazer pedidos aos seus deuses. Ao invés disso, sua família o levou ao hospital.

Ele foi diagnosticado com uma grave infecção pulmonar, que exigiria três dias de tratamento. Depois de ser dispensado do hospital, apesar de não estar curado, Makul percebeu que a Gospel For Asia estava fazendo trabalhos sociais na região em que morava. Makul, então, compartilhou a agonia de seus problemas de saúde com o missionário Siraj Rangan, que lhe disse que somente Jesus poderia tirar dele essa enfermidade.

Siraj, em seguida, orou por ele e convidou esse homem aflito a assistir a um culto da igreja. No domingo seguinte, ele viu Makul e sua família entrando na igreja e, com muito fervor, Siraj e os membros da igreja começaram a orar pela cura de Makul.

Até o momento em que as orações acabaram, a infecção que assolava os pulmões de Makul foi completamente eliminada. Quando Makul sentiu a cura, ele e sua família se alegraram muito e decidiram que iriam viver para esse Deus que o curou dessa infecção.

Hoje, Makul e sua família são membros ativos da igreja de Siraj.

Siraj é missionário desde 2004 e trabalha com pessoas que pertencem a uma tribo que vive na selva. Eles praticam magia negra e bruxaria, pois as têm como parte de sua religião tradicional.

No meio dessa escuridão espiritual, Siraj abriu uma igreja, que já tem 30 membros, tendo começado quatro projetos missionários em aldeias vizinhas, onde os crentes começaram a se reunir para orar regularmente.

Por sua fidelidade ao trabalho do Senhor, Siraj está sendo usado para compartilhar com as pessoas cada vez mais o amor do Senhor. Makul e sua família são o exemplo de que Deus tem transformado a vida dos moradores da região.

Tradução: Lucas Gregório



Fonte: Gospel for Asia

quinta-feira, 28 de julho de 2011

Pastores são presos no norte do país


 
 
Cristãos laosianos se arriscam para estudar a Palavra  
LAOS (10º) - Autoridades de uma aldeia no norte do Laos ordenaram que todos os moradores cristãos da região parassem de participar das reuniões nas igrejas domésticas, após a detenção de quatro cristãos, em 10 de julho, disseram ativistas dos direitos humanos.

Também em 10 de julho, a polícia prendeu um cristão na província de Luang Prabang, ordenando-lhe que abandonasse sua fé ou teria de enfrentar a prisão, de acordo com um comunicado de um grupo de defesa dos direitos humanos no Laos.

Na província de Luang Namtha, o pastor Seong Aroun e outros três cristãos da igreja da vila Sounya, identificados como Souchiad, Naikwang e Kofa, estavam se reunindo para a realização de um culto na casa de Kofa, no domingo (10 de julho). Kofa estava pedindo conselho a eles para resolver o problema de seu carro, que teve um acidente e teria causado a morte de uma pessoa.

Após a reunião, as autoridades provinciais prenderam os quatro homens e os mantiveram presos. Em 13 de julho eles libertaram todos, mas o Pastor Aroun permanece na prisão até o momento.

Cristãos na vila Sounya enfrentam a oposição das autoridades desde que houve a conversão inicial de cerca de 400 moradores, em 2002. Desde então, a polícia realizou três ondas de detenções de líderes da igreja principal. Em 2009, dois caminhões de policiais e militares derrubaram o templo da igreja de Sounya e as autoridades proibiram que eles se reunissem.

Em 2010, os cristãos começaram a se encontrar ocasionalmente em pequenos grupos. Em janeiro, eles conseguiram se reunir em casas particulares para realizar o culto de domingo, segundo relatos. Isso após as limitações a eles serem removidas.

Tradução: Lucas Gregório
http://www.portasabertas.org.br/noticias/noticia.asp?ID=7292


Fonte: Compass Direct

Jesus, nosso esconderijo

Charles Spurgeon

"E será aquele homem como um esconderijo contra o vento, e um refúgio contra a tempestade," Isaías 32:2

Todos sabemos de Quem se trata. Quem poderia ser, se não o Segundo Homem, o Senhor do céu, o Varão de dores, o Filho do homem? Que esconderijo tem sido para Seu povo! Ele mesmo suporta a força do vento, e assim protege aqueles que se escondem Nele. Desse forma temos escapado da ira de Deus, e dessa maneira escaparemos da ira dos homens, dos cuidados dessa vida, e do temor da morte. Por que nos expomos ao vento quando poderíamos estar pronta e seguramente protegidos nos ocultando atrás de nosso Senhor? Corramos para Ele neste dia, e estejamos em paz.

Frequentemente o vento comum da aflição se levanta na sua força e se converte numa tempestade, varrendo tudo o que se coloca em frente. As coisas que pareciam firmes e estáveis são sacudidas pelo vendaval; muitas e grandes sãos as quedas de nossas confianças carnais. Nosso Senhor Jesus, o Homem glorioso, é um refúgio que nunca e jamais é abatido. Nele observamos a tempestade rugindo, porem nós mesmos descansamos em deleitável serenidade.

Hoje devemos nos refugiar em nosso esconderijo; sentar e cantar debaixo da proteção de nosso albergue. Bendito Jesus! Quanto te amamos! bem fazemos, pois Tu eres para nós um lugar de esconderijo no tempo da tormenta.


Fonte: Banco da Fé

Governo cria lei contra a perseguição religiosa

O arcebispo Vicken Aykazian “Este é um voto de justiça contra a injustiça. Espero que este seja o primeiro de muitos passos, no sentido de preservar a fé cristã na Turquia.  
 
Igreja em Adana  
TURQUIA (30º) - Depois de anos de discriminação e perseguição religiosa, a comissão dos Estados Unidos dos Assuntos Internos da Turquia votou pela adoção de uma emenda que visa acabar com a opressão que a minoria cristã do país vem sofrendo.

A votação da emenda 43-1, que acrescentou um seguro “retorno” para as igrejas fazerem suas atividades, e o Departamento Estadual de Negócios Estrangeiros autorizou lei que dará maior proteção para os cidadãos cristãos.

Armênios, gregos e outros povos que moram na região serão os grupos mais beneficamente afetados, pois reconhecem que recebem maus tratos por praticar o cristianismo na Turquia.

A força maior, que movimentou tudo para que essa emenda fosse aprovada, foi o apoio do político republicano da Califórnia, Ed Royce, segundo o qual é importante reconhecer que foram cometidos erros contra os cristãos na Turquia.

“As minorias religiosas estão sob grave ameaça na Turquia hoje”, disse Royce. “Ao invés de beneficiar-se juridicamente, muitos grupos religiosos minoritários estão vulneráveis e não têm acesso a auxílio jurídico.”

Ken Hachikian, presidente do Comitê Nacional Armênio da América, disse que a votação no comitê do Congresso foi um grande passo na direção certa para os cristãos que residem na Turquia.

“Ganhamos esta luta, que desmascara os anos de mentira em que a Turquia dizia ser tolerante”, disse Hachikian, de acordo com a CNN-Turquia.

O arcebispo Vicken Aykazian estava presente quando o comitê do Congresso votou a favor da emenda. Ele se expressou quanto à importância da aprovação da emenda: “Este é um voto de justiça contra a injustiça. Espero que este seja o primeiro de muitos passos, no sentido de preservar a fé cristã na Turquia.

Tradução: Lucas Gregório
http://www.portasabertas.org.br/noticias/noticia.asp?ID=7291


Fonte: Persecution

Militantes muçulmanos sequestram pastor no Iraque

Ministério Voz dos Mártires pede oração pela liberação de Jamal e regresso a sua casa de forma segura
Militantes muçulmanos sequestram pastor no Iraque
Um líder da igreja doméstica foi raptado por muçulmanos em Duhok, no Iraque, de acordo com um relatório da Voz dos Mártires, no Canadá. Uma jovem iraquiana disse recentemente que muçulmanos invadiram sua casa e levaram seu pai, Jamal.

Pastor Jamal têm raízes judaicas e falar o árabe e o curdo. Fontes do Ministério suspeitam que Jamal foi alvo de militantes por trabalhar com evangelismo de muçulmanos. Várias semanas atrás, a casa de um dos recém-convertidos, evangelizado por Jamal, foi pulverizada com fogo de metralhadora, e muitos temem que os militantes, possivelmente membros da Al-Qaeda, tenham o matado imediatamente.

"Em todo o Iraque, cristãos em ambientes de violência continuam a enfrentar a agonizante escolha de fugir de suas casas ou permanecer em um clima de medo e pressão. A maioria dos cristãos deixa o país ou tem sido forçada a sair de suas cidades de origem devido a contínuos ataques, e estima-se que menos da metade de um milhão de cristãos permanecem", diz um membro da Voz dos Mártires. Apesar das ameaças contra eles, centenas de cristãos iraquianos em Kirkuk comemoraram recentemente a abertura de uma nova igreja, a primeiro a ser construído em oito anos.

O Ministério está pedindo oração pela liberação de Jamal e o seu regresso a sua casa de forma segura, e que ele descanse no conhecimento de que o bom pastor está com ele através de seus sofrimentos, de acordo com o Salmo 23. Voz dos Mártires também pede oração para que Jamal e sua família permaneçam fiéis ao Senhor neste tempo de julgamento e que sua igreja doméstica continue a reforçar e a crescer, apesar da perseguição em curso.
 

Fonte: Charisma News/Redação CPADNews

Pastor é novamente preso após repressão do governo


 
 
Igreja não registrada em Nanyang, China  
CHINA (16º) - O pastor Enhao Shi, vice-presidente da Igreja Chinesa Casa da Aliança (CHCA), foi condenado na cidade de Suqian a 2 anos de reeducação através do trabalho forçado. Durante meses, a China tem começado a implementar uma rigorosa repressão contra as igrejas domésticas.

O pastor Shi foi preso em 31 de março e detido por 12 dias. Ele foi preso novamente em 21 de junho, como “supeito de utilizar a superstição para minar a aplicação da lei”, o que é considerado um crime sério na China. Mas a sentença lhe foi imposta administramente, sem julgamento nem assistência de um advogado.

A CHCA é uma grande “igreja doméstica” na China, com milhares de membros. Nos últimos meses, a segurança pública ordenou que a igreja suspendesse todos os tipos de reuniões e confiscou veículos, equipamentos musicais e quase todos os dízimos. A polícia também ameaçou as três filhas do pastor e seus maridos.

Na China existem mais cristãos protestantes não oficiais (80 milhões) do que membros do Movimento das Três Autonomias (20 milhões). Para que a situação não saia do controle e se torne algo grande demais, há quase quatro anos o governo lançou uma campanha para eliminar as comunidades religiosas clandestinas ou uni-las às comunidades registradas pelo governo.

A série de prisões de cristãos protestantes coincide com uma série de detenções de militantes democráticos e advogados de direitos humanos.

O governo teme que qualquer movimento não controlado pelo partido Comunista possa provocar revoltas semelhantes às que estão acontecendo no Norte da África e no Oriente Médio.

Esse medo aumentou ainda mais pelo fato de muitos ativistas que defendiam os direitos humanos terem se convertido ao cristianismo.

Tradução: Lucas Gregório
http://www.portasabertas.org.br/noticias/noticia.asp?ID=7290


Fonte: AsiaNews

quarta-feira, 27 de julho de 2011

Morre aos 90 anos o teólogo britânico John Stott

John Stott era considerado um dos maiores teólogos e líderes do século XX
Morre aos 90 anos o teólogo britânico John Stott
Faleceu hoje, na Inglaterra, aos exatos 90 anos e três meses de vida, um dos maiores teólogos evangélicos do século 20, o anglicano John Robert Walmsley Stott, mais conhecido como John Stott.

Stott nasceu em 27 de abril de 1921, em Londres, capital inglesa, filho de Sir Arnold Stott e Emily Stott. Seu pai era agnóstico e sua mãe, luterana, mas que congregava na Igreja da Inglaterra. Em 1938, aos 17 anos, ao ouvir em sua escola um sermão do reverendo Eric Nash, tomou sua decisão para Cristo. Nash foi quem o discipulou.

Stott estudou Línguas Modernas e Teologia em Cambridge, graduando-se com louvor em Francês e Teologia, após o qual foi ordenado ministro pela Igreja Anglicana. Em pouco tempo, destacou-se como um dos maiores líderes cristãos de seu tempo, principalmente depois de liderar, juntamente com o evangelista batista norte-americano Billy Graham, a célebre  Conferência de Lausanne, em 1974, que reuniu as principais lideranças protestantes no mundo e influenciou inúmeros líderes cristãos ao redor do globo. Ele foi um dos principais autores do Pacto Lausanne, em 1974. Em 2005, a revista Time classificou Stott entre as 100 pessoas mais influentes no mundo, e em novembro de 2004, o colunista David Brooks, do jornal The New York Times, disse sobre ele: “Se os evangélicos pudessem eleger um papa, Stott é a pessoa que eles escolheriam”. Billy Graham o considerava “o clérigo mais respeitado do mundo”.

Stott escreveu mais de 50 livros, traduzidos para dezenas de línguas, inclusive coreano e chinês. Suas obras mais populares, que se tornaram best-sellers, são “Cristianismo Equilibrado”, publicado no Brasil pela CPAD; e “A Cruz de Cristo”.
 
 
Redação CPADNews

Abaixo-assinado pela liberdade na Coreia do Norte

 
 
Bandeira Coreia do Norte  
COREIA DO NORTE (1º) - Um abaixo-assinado está sendo realizado em favor da liberdade religiosa na Coreia do Norte e já conseguiu coletar mais de 20 mil assinaturas de cristãos que estão preocupados com isso no Reino Unido. A Release International apresentou a petição na embaixada norte-coreana em Londres, na semana passada.

A petição exige que o país comunista conceda mais liberdade religiosa e de culto aos cristãos, que têm sido perseguidos regularmente pelas autoridades locais e podem ser presos simplesmente por possuir uma Bíblia.

Relatórios recentes de organizações de direitos humanos acusam a Coreia do Norte de colocar até 180 mil pessoas em campos de trabalho forçado. Existem relatos de cristãos presos que têm enfrentado fome, torturas e execuções em campos de prisioneiros políticos.

A Release International está trabalhando para apoiar os cristãos norte-coreanos que fugiram de seu país, fornecendo abrigo, apoio pastoral e cuidados à saúde. “Aqueles que conseguiram sair desses campos, descrevem como ‘o inferno na Terra’”, disse Andy Dipper, da Release.

“Nesse país, onde a única forma de culto permitida é a adoração ao imperador Kim Jong Il, os cristãos podem ser presos, brutalmente torturados e afastados do convívio com a sociedade. Alguns correm o risco de serem baleados pelos guardas das fronteiras quando tentam fugir do país para evitar perseguição e opressão,” disse Diper.

A Release ainda está recolhendo assinaturas para apresentar um pedido final para a embaixada norte-coreana no fim de sua campanha. Dipper pediu para que mais cristãos assinem essa petição.

“Mais de 20 mil pessoas já assinaram a petição pedindo liberdade aos que são perseguidos na Coreia do Norte. Não é tarde demais para tomar a sua decisão”, disse ele.

O abaixo-assinado pode ser assinado aqui.

Após preencher seus dados, você receberá uma mensagem em seu email validando sua participação. 


Tradução: Portas Abertas



Fonte: Christian Today

terça-feira, 26 de julho de 2011

DESAFIOS!!!

Eu li esta mensagem e achei que deveria compartilhar com vocês, será um tanto quanto vislumbrante para sua vida espiritual como social.
"A águia empurrou gentilmente os filhotes para a beira do ninho. Seu coração trepidava com emoções conflitantes enquanto sentia a resistência deles. 'Por que será que a emoção de voar precisa começar com o medo de cair?' – pensou. Esta pergunta eterna estava sem resposta para ela.
Como na tradição da espécie, seu ninho localizava-se no alto de uma saliência, num rochedo escarpado. Abaixo, havia somente o ar para suportar as asas de cada um de seus filhotes. A despeito de seus medos, a águia sabia que era tempo. Sua missão materna estava praticamente terminada. Restava uma última tarefa: o empurrão. A águia reuniu coragem através de uma sabedoria inata. Enquanto os filhotes não descobrissem suas asas, não haveria objetivos em suas vidas. Enquanto não aprendessem a voar, não compreenderiam o privilégio de terem nascido águias. O empurrão era o maior presente que a águia-mãe tinha para dar-lhes, era seu supremo amor. E por isso, um a um, ela empurrou, e todos voaram." (Autor desconhecido)

Noruega se volta para Deus após atentados

Durante todo o sábado as igrejas abriram suas portas para receber a população que ficou perplexa diante dos acontecimentos
Noruega se volta para Deus após atentados
A população da Noruega está se voltando para Deus tentando encontrar respostas para os ataques terroristas que aconteceram no país na última sexta-feira matando quase 100 pessoas sendo em sua maioria adolescentes entre 14 e 18 anos.
Os repórteres no local dizem da sensação de descrença na sequência dos atentados que tiraram a vida de tantas pessoas. Os assassinatos em massa deixaram o país em estado de choque e consternação.
“Esta é uma tragédia nacional”, um bispo disse a jornalistas no sábado.
Em entrevista coletiva, o primeiro-ministro Jens Stoltenberg disse que a Noruega é uma calma nação de 4,8 milhões.
“Uma ilha paradisíaca, foi transformada em um inferno”, disse ele aos jornalistas.
Um jornal local noticiou que o bispo Laila Riksaasen Dahl da diocese da Igreja da Noruega em Tunsberg, juntamente com outros clérigos, reuniu-se com sobreviventes e parentes dos mortos pelo atirador.
No sábado muitas igrejas do país permaneceram abertas durante todo o dia para oferecer orações e conforto para a população que ficou fortemente abalada com a tragédia. Durante todo o dia também foram feitas muitas orações pela rádio norueguesa. Oslo que sempre foi considerada como a terra da paz, hoje é lembrada por ter sido palco de uma dos piores atentados terroristas da Europa.
O principal suspeito de ter cometido os ataques é um homem de 32 anos,  o norueguês chamado Anders Behring Breivik que se revoltou contra funcionários do governo e contra crianças associadas ao governo do Partido Trabalhista é considerado um cristão direitista com visão anti-islã.
Brevik se vestiu de policial  e disse ao grupo de jovens que estava reunido em uma ilha próxima a capital que ele havia chegado ali como parte de um detalhe de segurança para protegê-los. Minutos depois ele reuniu os jovens a sua volta e começou a disparar.
A polícia disse aos jornalistas que o suspeito nunca tinha sido um membro da força policial, mas havia cumprido pena no exército. Em Oslo um carro-bomba explodiu em frente ao escritório do primeiro-ministro.
Fonte: Gospel Prime
Com informações Christian Post

Líderes cristãos afirmam que o Brasil é uma das maiores forças missionárias mundiais

Isso se deve à receptividade do mundo em relação ao povo brasileiro
 
Líderes cristãos afirmam que o Brasil é uma das maiores forças missionárias mundiais
O diretor executivo das Missões Mundiais (JMM), pastor João Marcos Barreto Soares, afirma que os brasileiros se tornaram uma das principais esperanças de evangelização mundial por serem bem recebidos em todos os países, mas apesar de tratar a receptividade como algo positivo ele questiona o preparo dos missionários para saírem pelo mundo.
Soares lembra que além do preparo espiritual é necessário ter condições financeiras para enviar missionários. Ele conta que em 2009 as ofertas destinadas a Missões Mundiais e Missões Nacionais alcançaram um belo montante; porém, quando dividido pelo número oficial de batistas no Brasil, o resultado foi preocupante: cada um ofertou cerca de 66 centavos por semana para a obra missionária.
A quantidade de evangelizadores também é preocupante segundo o diretor do JMM. Cerca de um para cada 10 mil batistas brasileiros. “Será que temos nos esquecido de que há mais de 4 bilhões de pessoas que nunca ouviram falar de Cristo, que há pelo menos 2.200 povos que não conhecem a Palavra de Deus?”, questiona.

Evangelismo no Sul da Ásia tem dado retorno

Gabriel Azam, missionário ligado ao JMM que faz trabalhos no Sul da Ásia, reconhece que o avanço do cristianismo em seu país, apesar de ainda ser tímido, deu uma guinada principalmente em razão do investimento dos batistas brasileiros. Segundo ele, desde 1994, quando recebeu a visita de um missionário de Missões Mundiais, a obra de evangelização em seu país começou a mudar.
“Depois de 21 anos de trabalho, Deus começou a trazer os frutos. Durante todo esse tempo ninguém tinha se rendido a Cristo. Mas, finalmente uma família veio a conhecer o Senhor e, de repente, esse número pulou para 90 famílias. Toda essa obra foi Deus quem fez por meio de nós. Eu louvo a Deus pelo maravilhoso trabalho dos batistas brasileiros”, diz o Pr. Gabriel Azam que hoje administra uma agência missionária com cerca de 100 obreiros.
Mas ele cita o crescimento do islamismo no mundo e diz que os brasileiros têm a responsabilidade de alcançar os adeptos do islã. “Para esse grupo Deus separou o Brasil. Os muçulmanos não são receptivos aos americanos e aos ingleses, mas com relação aos brasileiros, todas as nações são amistosas. Isso não é um acidente. Deus preparou tudo isso”, enfatiza.
Gabriel Azam faz um apelo para que a igreja assuma essa responsabilidade. “Precisamos admitir que é um pecado não levar o Evangelho aos muçulmanos. Pelo menos uma vez na vida eles precisam ouvir”, finaliza.
Fonte: Gospel Prime
Com informações JMM

segunda-feira, 25 de julho de 2011

Cristão pode ser deportado para sua terra natal




Cristãos eritreus

ERITREIA (12º) - Diante de uma possível sentença de morte, Eyob Mussie, um cristão refugiado que vive na Arábia Saudita, foi informado de que será enviado ao seu país de origem, a Eritreia, uma nação onde os refugiados que retornam sofrem, muitas vezes, com a prisão, tortura e até a morte.

Mussie foi preso na Arábia Saudita em fevereiro do ano passado, sob a acusação de proselitismo, um crime que acarreta a pena de morte na Arábia Saudita. Mas, embora tenha conseguido escapar da punição, agora ele certamente irá sofrer maus tratos ou até coisas piores, se ele for repatriado à Eritreia.

O presidente eritreu, Isiais Afwerki, governa a Eritreia, uma nação onde os cidadãos são rotineiramente submetidos a prisões arbitrárias e indefinidas, com torturas e trabalho forçado. Cerca de 3 mil cristãos estão presos sem ter sido acusados formalmente; alguns foram mantidos presos e sem comunicação durante meses.

“Nós elogiamos o governo saudita por ter poupado a vida do senhor Mussie”, disse Andrew Johnston, diretor da advocacia da Christian Solidarity Worldwide. “No entanto, deportá-lo para a Eritreia significa que ele teve uma morada provisória antes de voltar para sua terra natal, onde as autoridades certamente irão sujeitá-lo a tratamentos cruéis e desumanos”, disse Johnston.

“Como signatários da convenção da ONU contra torturas e outros tratamentos, e penas cruéis, desumanas ou degradantes, pedimos à Arábia Saudita que não envie de volta à Eritreia o Sr. Mussie, pois é um país que muito provavelmente não o tratará bem. Estamos analisando outros países e alternativas para a proteção do Sr. Mussie,” concluiu Andrew Jonhston.

Tradução: Lucas Gregório
http://www.portasabertas.org.br/