Loading...

Apesar das dificuldades Jaqueline Adora a Deus com todo o seu Amor!

terça-feira, 31 de maio de 2011

Cristão pega 5 anos de prisão por tentar converter vizinho muçulmano


A Justiça da Argélia condenou o cristão Siagh Krimo a 5 anos de prisão por tentar converter um vizinho muçulmano, que se sentiu insultado e deu queixa na polícia.
Ex-colônia francesa, a Argélia fica na África do Norte e tem cerca de 33 milhões de habitantes. No país, há liberdade religiosa, mas a sua Constituição define o islã como uma das características da identidade do povo.
Krimo é casado e tem filhos. Ele tem dez dias para recorrer da condenação.
O que complicou a situação, segundo as agências de notícias, foi a acusação do muçulmano de que o proselitismo religioso incluiu ofensa ao profeta Maomé. O cristão nega.
No código penal argelino há um artigo que considerada como criminoso quem “insultar o profeta” ou “denegrir o credo e preceitos do Islã”.
Aidan Clay, do ICC (International International Christian Concern), disse que condenação de Krimo é mais uma consequência do endurecimento da perseguição aos cristãos.


"Cristãos argelinos foram atacados nas últimas semanas, e as leis têm sido cada vez mais aplicadas para discriminá-los”, disse.
Fonte: Paulopes
Via: www.guiame.com.br



sexta-feira, 27 de maio de 2011

Sudão intensifica a perseguição aos cristãos

Mulheres têm sido as principais vítimas da violência no país
Sudão intensifica a perseguição aos cristãos
A Inteligência Nacional de Segurança do Sudão e agentes do Serviço de Segurança prenderam uma mulher cristã em um campo de refugiados em Darfur, acusando-a de converter muçulmanos ao cristianismo, disseram fontes que temem que ela esteja sendo torturada.

Ao mesmo tempo, em Cartum uma mãe cristã e seu bebê de 2 meses de idade, foram atacados porque ela e o marido deixaram o islamismo para seguir o cristianismo.

Em Darfur, no Sudão, região noroeste, Hawa Abdalla Muhammad Saleh foi preso em 09 de maio no campo de Abu Shouk para as Pessoas Internamente Deslocadas em Al-Fashir, capital do estado de Darfur do Norte, disseram as fontes.

Abdalla ainda não foi oficialmente acusada, mas as autoridades acusaram-na de posse e distribuição de Bíblias para outros no campo, incluindo crianças. Fontes disseram que ela também poderia ser julgada por apostasia, o que acarreta a pena de morte no Sudão.

Abdalla foi transferida para um local desconhecido em Cartum, disseram as fontes, acrescentando que eles temem que ela possa ser torturado, já que em 2009 ela havia sido detida e torturada durante seis dias. Segundo eles, Agentes de inteligência, têm seguido seus passos há algum tempo.

"Não há nenhuma garantia de sua segurança", disse uma fonte em Darfur.

O Relatório do Departamento de Estado dos Estados Unidos sobre a Liberdade Religiosa Internacional 2010 observa que, embora provisória, a Constituição do Sudão garante a liberdade de religião em todo o país, mas estabelece a sharia (lei islâmica) como fonte de legislação, no norte.

As prisões acontecem enquanto os cristãos do norte se tornam mais vulneráveis à pressão da sociedade oficial, e o fato de que sul do Sudão vai se separar do norte predominantemente muçulmano em 9 de julho, tem ascentuado a perseguição. As tensões têm aumentado, o sul tinha a intenção de organizar um ataque militar no norte no ultimo fim de semana mais especificamente em Abyei Town, cidade localizada em uma região rica em petróleo e disputada por ambos os lados.


Fonte: Portas Abertas / Tradução: Marcelo Peixoto

quarta-feira, 25 de maio de 2011

UMA IGREJA QUE INFLUENCIA A SOCIEDADE

Não se pode conceber uma igreja que está na terra para ser Sal e Luz, e, ao mesmo tempo estar omissa as angustias da sociedade que a cerca. A fome, o analfabetismo, os professores mal pagos, escolas públicas em péssimas condições, policiamento despreparado, drogas, banditismo, hospitais públicos abarrotados de doentes, e, poucos médicos com baixa remuneração para atender aos pacientes que clamam pela vida. Não podemos ser essa igreja, que se tranca nas quatro paredes, é somente se preocupa com os seus fiéis no sentido de levá-los aos céus, sabendo que antes de chegarmos ao outro lado da vida, teremos que enfrentar a dura realidade do dia a dia. Enfrentamos na atualidade, uma crise ética sem precedentes. Os valores morais, éticos, familiares e bíblicos estão sendo dilacerados pela mídia. A igreja não pode ficar omissa. Temos que falar, denunciar. Passou o tempo de uma igreja evangélica brasileira que fazia como o caracol, na primeira investida do inimigo se escondia dentro das quatro paredes e Deus que tomasse conta do que ia acontecer do lado de fora. Os pastores diziam aos seus rebanhos: “Vamos orar e Deus vai fazer”. Isso é muito cômodo! Paulo disse que somos colaboradores de Deus. A igreja é a representante legal de Deus na terra. Temos que fazer a diferença. Sei que muitos me contestarão dizendo que Jesus mandou pregar o evangelho e nada mais. Mas, não devemos esquecer que Jesus pregou um evangelho que trouxe mudanças profundas em sua sociedade contemporânea. O caso da mulher samaritana, de Zaqueu, da multiplicação dos pães, da escolha dos pescadores para serem discípulos, etc. Nota-se que em todos esses episódios Jesus quebrou paradigmas sociais, que em sua época atravancavam um viver digno para todos. Jesus, com sua maneira simples e serena, porém, poderosa, salgava uma sociedade que estava apodrecendo em costumes e culturas, que apenas trazia males para o cidadão. Conclamo aos pregadores a descerem dos púlpitos e se misturarem com o povo. Deixar de apenas falar no céu, mas também mostrar que o evangelho, nos faz melhor cidadão. Melhor pai, esposo, esposa, amigo, companheiro, empregado, patrão, etc. Nossos grandes heróis do passado, não apenas falaram sobre o céu, mas também influenciaram suas sociedades em todos os sentidos da vida. Lembremos de José no Egito, Daniel e seus amigos na Babilônia e Paulo por onde passou pregando e evangelho, inclusive em Roma. O que você tem feito para mudar os conceitos errôneos de sua sociedade? Pr Daniel Nunes

Instinto Admirável


Humilhai-vos, pois, debaixo da potente mão de Deus
(1 Pedro 5:6).
Um crente chileno nos escreve: “Tenho em minha memória uma antiga experiência que meu avô me contou quando eu era menino.
Ele era um homem do campo. Entre os animais que possuía havia um potro que jamais se deixara domesticar. Este, pois, fugiu para as montanhas, longe da fazenda, conservando as características de um animal selvagem.
Mas certa noite, meu avô ouviu as pisadas de um animal que andava ao redor da casa. Os cachorros latiam muito. Ao levantar, teve uma surpresa: o potro selvagem estava ao alcance de sua mão. Talvez em uma de suas corridas enlouquecidas, alguma farpa tenha entrado em sua pata. Por instinto, procurou a casa de seu dono para obter cuidado e cura.
Para mim, essa experiência real é bela e consoladora, e merece ser comentada. Aquele potro se parece com o homem que vive indiferente a Deus, longe dEle, dando livre curso às suas paixões. Porém chega o dia no qual Deus coloca uma estranha e dolorosa farpa que o obriga, passo a passo, a se humilhar diante dEle, a se arrepender e a crer no Senhor Jesus, o Salvador. Então experimentará como a poderosa e bondosa mão de Deus arranca todo o mal.
Em Seu amor, Deus também pode agir assim com o crente que anda por caminhos que O desonram, para que Seu filho volte a desfrutar da comunhão com o Pai.” http://www.apaz.com.br

A Beleza de Jesus Cristo!


Em Cantares 5.16 lemos: "...ele é totalmente desejável". Isso não pode ser dito a respeito de nenhum outro a não ser de Jesus Cristo. Qualquer outra grandeza é corrompida por pequenez, qualquer outra sabedoria é arrasada por tolice, qualquer outra bondade vem maculada por imperfeição. Jesus Cristo é o único do qual se pode afirmar que nEle tudo é amável e belo.
Sua beleza reside em Sua perfeita humanidade. Ele se identificou conosco em tudo, exceto com nosso pecado e com nossa natureza má. Ele teve de crescer fisicamente – como nós – mas Ele também cresceu na graça. Ele trabalhou, chorou, orou e amou. Em todas as coisas Ele foi tentado como nós – mas permaneceu sem pecado.
Como Filho de Deus, Ele entra em nossa vida no século XX de maneira tão simples e natural como se tivesse morado em nossa rua. Ele é um dos nossos em tudo. Ele entra em uma vida cheia de pecado assim como um rio limpo e transparente lança suas águas em um lago parado. O rio não teme a contaminação, é ele que limpa o lago com sua força.
Cristo também possui perfeita compaixão. Pensemos apenas no "rebanho sem pastor" ou na viúva enlutada de Naim. Será que alguma vez você viu Jesus procurando pessoas que "mereciam" que Ele se compadecesse delas? Dele está escrito simplesmente que: "... compadeceu-se dela e curou os seus enfermos" (Mt 14.14b). Que glória reside em sua misericórdia! Naquela época significava contaminação a aproximação com os pobres leprosos, mas o contato com a mão de Jesus os curava e purificava.
A perfeita humildade de Jesus Cristo é extremamente amável. Ele, o único que poderia ter escolhido como desejava nascer, entrou nesta vida como um dentre muitos. Ele disse: "...no meio de vós, eu sou como quem serve" (Lc 22.27b), e está escrito que Ele "deitou água na bacia e passou a lavar os pés aos discípulos e a enxugar-lhos com a toalha com que estava cingido" (Jo 13.5). E também está escrito que Ele "quando ultrajado, não revidava com ultraje" (1 Pe 2.23).
Jesus Cristo também possui perfeita mansidão. Como Ele é meigo, mas também fiel, altruísta e devotado. Quando falou com a mulher calada, desesperada, depois que os seus acusadores foram se retirando um por um, toda a Sua amável mansidão se mostrou.
Até na hora da Sua morte, Ele ouviu o clamor de uma fé em desespero. Antigamente, quando os vencedores voltavam das guerras, traziam seus prisioneiros mais importantes como troféus de vitória. Para Jesus Cristo foi suficiente chegar ao céu trazendo a alma de um ladrão.
Finalmente, olhemos para Seu perfeito equilíbrio interior. Ainda poderíamos falar muito sobre Sua dignidade, sua varonilidade, sobre Sua coragem. Nele se unem traços de um caráter perfeito e formam um equilíbrio maravilhoso. Sua mansidão nunca é delicada demais, sua coragem jamais é bruta.
Ele não é totalmente desejável? Você quer aceitá-lO como Salvador pessoal e igualmente descobrir Sua glória? Ele próprio disse: "Em verdade, em verdade vos digo: quem crê em mim tem a vida eterna" (Jo 6.47). (Dr. C. I. Scofield - http://www.ajesus.com.br)
Publicado anteriormente na revista Chamada da Meia-Noite, agosto de 1998.

domingo, 22 de maio de 2011

A GRAÇA SUFICIENTE DE DEUS.

 
TEXTO: HEBREUS 12.15. Introdução: O escritor aos Hebreus, fala pela quinta vez na sua carta, sobre o perigo de alguém ficar fora do propósito de Deus, mesmo tendo participado do conhecimento desse propósito. (2.1-4; 4.1-2; 6.4-12; 10.26-39). Eis, portanto as recomendações, para que não descaiamos da graça de Deus, pois não ficaria impune tal crente (10.31). 1) O que vemos é a preocupação do autor com seus leitores originais (5.11- 14; 6.1), principalmente os que eram “mancos e fracos” na fé, que estavam prestes a voltar ao judaísmo. Ele mostra que um diligente ministério de ensino, acrescentado à busca pelas virtudes e poderes do Espírito Santo, haveria de encorajar os crentes manquejantes a se dedicarem totalmente a Cristo. O crente, principalmente o novo convertido, ou aquele cristão, que já está há tempos na casa de Deus, porém, continua uma criança espiritual, deve saber que o florescimento da vida espiritual não é algo automático. Vem através da comunhão pessoal, da disciplina espiritual e a busca pelas realidades divinas (1Pe 2.1,2; 2Pe 3.18). 2) “Se prive da graça de Deus” literalmente, “caindo de volta de algo”, subentendendo que houve anterior vinculação com a graça de Deus. Crentes genuínos por algum motivo, podem estar privados da graça. A graça é como a seiva no mundo vegetal (Jo 15.5). 3) “Graça” notemos, neste ponto, que a graça não é automática, mesmo sendo uma dádiva de Deus. Ela deve ser diligentemente aplicada e preservada; suas provisões devem ser cumpridas; suas exigências devem ser aprendidas e seguidas. Em primeiro lugar, exige a fé (Hb 11.1); a fé requer a santificação (1 Ts 4.3). 4) “Raiz de amargura” (Dt 29.18). O autor deve ter tido conhecimento de dificuldades e dissensões no seio da igreja de seus leitores originais. Deve ter havido elementos de contendas e ódios, de más competições por poder e glória. Com isso os crentes novos eram sufocados e sua fé destruída, ao invés de serem edificados na fé. O autor usa a metáfora baseada na vida agrícola. Algumas plantas são amargosas, prejudiciais e venenosas e não devem medrar entre o trigo ou outras plantas benéficas ao homem. Uma raiz de amargura indica uma planta venenosa, pois a maioria das plantas venenosas, quanto mais amargas são, maior é a sua dose de veneno. Aqui a raiz de amargura é usada para indicar uma ação maléfica, ou um individuo que ensina doutrinas doentias (1Tm 6.20; 1Co 15.33). O escritor diz que: “brotando, vos perturbe”. A planta venenosa é vigorosa; absorve todos os nutrientes existentes no solo, deixando-o seco e estéril para o crescimento de plantas boas. Essa planta forte, mas deletéria, amplia suas raízes por toda parte, e logo surgem plantinhas secundárias. Não demora a não mais haver trigo no campo, mas somente as plantas semeadas por Satanás. 5) “Vos perturbe, e muitos sejam contaminados”. Não há nada que cause mais desassossego na igreja que as raízes de amargura. Essa condição destruirá totalmente a paz e a harmonia da igreja (Gl 5.15). 6) O desejo de Deus, através do autor da carta aos Hebreus é que sigamos a paz com todos, e a santificação, para que não sejamos privados da graça que nos foi dada através de Cristo (Jo 1.14,17), é suficiente para a vida cristã (2Co 12.9) e fortifica a alma do crente (2Tm 2.1). A graça é o antídoto contra o veneno da amargura (Ef 5.20) Pr. Daniel Nunes

COMO VENCER AS AFLIÇÕES DA ALMA? Salmo 42



O Salmista, em meio a grandes vendavais da vida ele pergunta: “Por que estás abatida, oh minha alma, e por que te perturbas em mim”? Na verdade, essa tem sido a pergunta de muita gente, de muitos homens, mulheres, rapazes e moças, diante do frenesi da vida. O corre-corre para ganhar o pão de cada dia, estudar, manter a casa, preparar-se para os dias futuros. Quantos que perde de vista o vislumbrar da esperança, da paz, do sossego, do amor, da compaixão, etc. Venho hoje dizer-vos, que existe um caminho, que o próprio salmista nos conduz para sairmos do lago do desespero e do estresse que ataca milhões de vidas nos dias hodiernos. Sigamos a seqüência lógica do Salmo 42:

a) Ter sede do Deus vivo (v. 2). Muitas pessoas hoje em dia vivem com sede do poder, sede das riquezas, trocam o ser pelo ter, porém, precisamos ter sede de algo que venha nos transmitir paz, e, somente Deus poderá fazer tal coisa para o ser humano, pois Ele cria a paz; b) Reconheça Deus como a tua rocha, a tua fortaleza (v. 9). Em quem confias? Em quem estás firmado? No salmo de número 125 nos diz: “Os que confiam no Senhor serão como o monte de Sião, que não se abala, mas permanece para sempre”. Passe a confiar mais no Senhor Deus, o Criador de todas as coisas, e Ele te ajudará a sair desse atoleiro em que estão os teus pés; c) Espera em Deus (v. 11). Muitos estão esperando no diploma da universidade, outros no casamento, alguns nos pais, no dinheiro, no sucesso, no amigo; convido-te para esperar em Deus. Quem espera em Deus, espera na certeza da vitória. Diga a esse estresse, essa tremenda confusão que está em tua mente: Em Nome de Jesus, eu te ordeno que saias agora, e verás o poder que há no Senhor. “Entrega o teu caminho ao Senhor, confia Nele, e Ele tudo fará” (Salmo 37.5).

Que Deus em Cristo te proteja!



Pr. Daniel Nunes

quarta-feira, 18 de maio de 2011

A Marca de Cristo


..."cada arvore é conhecida pelo seu próprio fruto. Porque nem se colhem figos de espinheiros, nem dos abrolhos se vindimam uvas" Lucas 6.44 Cristo nos libertou do peso da Lei e nos colocou debaixo de uma Lei incomparavelmente superior, a Lei do Amor, a Lei do Seu Amor! Devemos nos submeter à essa Lei por obediência e gratidão. Não para que ela nos leve à Salvação, pois de fato, como crentes, já temos entendido que fomos salvos bem antes de termos nascidos, é assim que a Bíblia nos diz. Também não devemos pensar que a obediência à essa Lei nos manterá salvos, pois, a mesma Bíblia também nos diz que quem nos mantém salvos, é Cristo Jesus que nos retêm em Suas mãos. Assim, de Suas mãos ninguém nos tira, e nem saímos. Mesmo que em algum momento cheguemos a pensar em "desistir" de Jesus, Ele nos restaura o ânimo, direciona nossa visão, e nos apruma os passos, tudo faz pela ação do nosso Consolador, o Espírito Santo. Este é sem dúvida, o segredo da nossa permanência incondicional em Suas mãos. Isso tudo tem um nome: Graça Irresistível!
A Graça precede ao Amor, agora falamos! Ninguém tem o Amor de Cristo se não houver sido alcançada por essa Graça! É a Graça que primeiro nos resgata das garras da morte para nos colocar nas seguras mãos de Cristo, aí sim, o Amor nos é dado como a marca do caráter do nosso Salvador. Serve como o sinal em nós para o Mundo, que de fato somos dEle em essência! Temos um Dono! Somos servos dEle! Foi exatamente para que não vivamos um "cristianismo filosófico" e vaguemos no campo das idéias, e sim, vivamos um Cristianismo Genuíno que produza Vida para este Mundo, que Jesus nos disse certa vez, que os Seus seguidores seriam identificados pelo Seu Amor, e que eles seriam literalmente regidos e sinalizados por esse Amor.
A Lei do Amor de Cristo é resumida em amá-Lo na proporção que nos amou, e aos outros, da mesma forma como Ele os amou. Não é fácil, mas é a nossa Lei !
Conseqüentemente, quando alguém que se diz filho de Deus, não anda refletindo uma Vida Cristã Amorosa e Frutifica...ou ela não é de Cristo, ou, sendo dEle, está vivendo em desobediência e profunda ingratidão ! É verdade. Mas, tem conserto. Cristo pode fazer tudo novo!
Individualmente, cada um de nós deve questionar que tipo de sinal anda refletindo "do Cristo" que confessa. Sempre devemos reavaliar nossas atitudes, valores, e comportamento, para que em momentos de fraqueza, e diante de uma amorosa exortação como essa,não demoremos tanto para retornar ao Primeiro Amor ! Jesus...
"Nisso conhecerão todos que sois meus discípulos, se tiverdes amor uns com os outros. Jo 13.35
Pr Ricardo
Igreja Presbiteriana Memorial

segunda-feira, 16 de maio de 2011

Por que o PL 122/2006 é Inconstitucional

Antes de fazer qualquer comentário, é importante frisar que uma coisa é criticar conduta, outra é discriminar pessoas. No Brasil, pode-se criticar o Presidente da República, o Judiciário, o Legislativo, os católicos, os evangélicos, mas, se criticamos a prática homossexual, logo somos rotulados de homofóbicos. Na verdade, o PL-122 é contra o artigo 5º da Constituição, porque o projeto de lei quer criminalizar a opinião, bem como a liberdade religiosa.

Vejamos alguns artigos deste PL:


Artigo 1º: Serão punidos na forma desta lei os crimes resultantes de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião, procedência nacional, gênero, sexo, orientação sexual, identidade de gêneros.

Comentário: Eles tentam se escorar na questão de raça e religião para se beneficiar. O perigo do artigo 1º é a livre orientação sexual. Esta é a primeira porta para a pedofilia. É bom ressaltar que o homossexualismo é comportamental, ninguém nasce homossexual; este é um comportamento como tantos outros do ser humano.

Artigo 4º: Praticar o empregador, ou seu preposto, atos de dispensa direta ou indireta. Pena: reclusão de 2 a 5 anos.

Comentário: Não serão os pais que vão determinar a educação dos filhos — porque se os pais descobrirem que a babá dos seus filhos é homossexual, e eles não quiserem que seus filhos sejam orientados por um homossexual, poderão ir para a cadeia.

Artigo 8º-A: Impedir ou restringir a expressão e a manifestação de afetividade em locais públicos ou privados abertos ao público, em virtude das características previstas no artigo 1º desta lei. Pena: reclusão de dois a cinco anos.

Comentário: Isto significa dizer que se um pastor, ou padre, ou diretor de escola — que por questões de princípios — não queira que no pátio da igreja, ou escola haja manifestações de afetividade, irão para a cadeia.

Artigo 8º-B: Proibir a livre expressão e manifestação de afetividade do cidadão homossexual, bissexual ou transgênero, sendo estas expressões e manifestações permitidas aos demais cidadãos ou cidadãs. Pena: reclusão de dois a cinco anos.

Comentário: O princípio do comentário é o mesmo que o do anterior, com um agravante: a preferência agora é dos homossexuais; nós, míseros heterossexuais, podemos também ter direito à livre expressão, depois que é garantida aos homossexuais. O parágrafo do artigo que vamos comentar a seguir "constituiu efeito de condenação".

Artigo 16º, parágrafo 5ª: O disposto neste artigo envolve a prática de qualquer tipo de ação violenta, constrangedora, intimidatória ou vexatória, de ordem moral, ética, filosófica ou psicológica.

Comentário: Aqui está o ápice do absurdo: o que é ação constrangedora, intimidatória, de ordem moral, ética, filosófica e psicológica? Com este parágrafo a Bíblia vira um livro homofóbico, pois qualquer homossexual poderá reivindicar que se sente constrangido, intimidado pelos capítulos da Bíblia que condenam a prática homossexual. É a ditadura da minoria querendo colocar a mordaça na maioria. O Brasil é formado por 90% de cristãos. Não queremos impedir ou cercear ninguém que tenha a prática homossexual, mas não pode haver lei que impeça a liberdade de expressão e religiosa que são garantidas no Artigo 5º da Constituição brasileira. Para qualquer violência que se cometa contra o homossexual está prevista, em lei, reparação a ele; bem como assim está para os heterossexuais. A PL-122 não tem nada a ver com a defesa do homossexual, mas, sim, quer criminalizar os contrários à prática homossexual — e fazem isso escorados na questão do racismo e da religião.
http://www.vitoriaemcristo.org/_gutenweb/_site/hotsite/PL-122/

domingo, 8 de maio de 2011

O FILHO



Um homem muito rico e seu filho tinham grande paixão pela arte. Tinham de tudo em sua coleção, desde Picasso até Rafael. Muito unidos, se sentavam juntos para admirar as grandes obras de arte.
Por uma desgraça do destino, seu filho foi para guerra. Foi muito valente, e morreu na batalha, quando resgatava outro soldado.
O pai recebeu a noticia e sofreu profundamente a morte de seu único filho. Um mês mais tarde, justo antes do Natal, alguém bateu na porta...
Um jovem com uma grande tela em suas mãos disse ao pai: Senhor você não me conhece, mas eu sou o soldado por quem seu filho deu a vida, ele salvou muitas vidas nesse dia, e estava me levando a um lugar seguro quando uma bala lhe atravessou o peito, morrendo assim, instantaneamente. Ele falava muito do senhor e de seu amor pela arte". E o rapaz estendeu os braços para entregar a tela: "- Eu sei que não é muito, e eu também não sou um grande artista, mas sei também que seu filho gostaria que você recebesse isto".
O pai abriu a tela. Era um retrato de seu filho, pintado pelo jovem soldado. Ele olhou com profunda admiração a maneira em que o soldado havia capturado a personalidade de seu filho na pintura. O pai estava tão atraído pela expressão dos olhos de seu filho, que seus próprios olhos se encheram de lagrimas. Ele agradeceu ao jovem soldado, e ofereceu pagar-lhe pela pintura.
"- Não, senhor, eu nunca poderia pagar-lhe o que seu filho fez por mim.Essa pintura é um presente". O pai colocou a tela a frente de suas grandes obras de arte, cada vez que alguém visitava sua casa, ele mostrava o retrato do filho, antes de mostrar sua famosa galeria.
O homem morreu alguns meses mais tarde, e se anunciou um leilão de todas as suas obras de arte.
Muita gente importante e influente , com grandes expectativas de comprar verdadeiras obras de arte. Em exposição estava o retrato do filho. O leiloeiro bateu seu martelo para dar inicio ao leilão.
-Começaremos o leilão com o retrato"O FILHO".Quem oferece por este quadro?
Um grande silencio... Então um grito do fundo da sala:  Queremos ver as pinturas famosas!!! Esqueça- se desta!!!!.
O leiloeiro insistiu...
"- Alguém oferece algo por essa pintura?? $100? $200? "
Mais uma vez outra voz:
"-Não viemos por esta pintura ! Viemos por Van Goghs, Picasso,..
Vamos as ofertas de verdade..."
Mesmo assim o leiloeiro continuou...
"- O FILHO!!! O FILHO!!! Quem leva o filho?"
Finalmente, uma voz :
"- Eu dou $10 pela pintura..."
Era o velho jardineiro da casa. Sendo um homem muito pobre, esse era o único dinheiro que podia oferecer.
"- Temos $10! quem da $20? ",gritou o leiloeiro.
As pessoas já estavam irritadas, não queriam a pintura do filho,queriam as que realmente eram valiosas, para completarem sua coleção. Então o leiloeiro bateu o martelo.
"- Dou-lhe uma, dou-lhe duas , vendida por $10!!!"
O leiloeiro soltou seu martelo e disse:
"- Sinto muito damas e cavalheiros, mas o leilão chegou ao seu final."
"- Mas, e as pinturas? ", disse os interessados.
"- Eu sinto muito.", disse o leiloeiro, "Quando me chamaram para fazer o leilão, havia um segredo estipulado no testamento do dono. Não seria permitido revelar esse segredo até esse exato momento. Somente a pintura o filho seria leiloada; aquele que a comprasse, herdaria absolutamente todas as posses deste homem inclusive as famosas pinturas.
O homem que comprou "O FILHO" fica com tudo !..."
Reflexão: "Deus nos entregou seu filho, que morreu numa cruz a 2000 anos.
Assim ,como o leiloeiro ,a mensagem hoje é sobre "O FILHO". Quem ama o filho tem tudo..."